Colégio do Centeio

Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

No dia 03 de junho de 2013...

Comemoração do DIA da CRIANÇA

A correr, a saltar e a brincar
o Dia da Criança,
na creche,
estivemos a comemorar!

Num jardim enfeitado,
com cor e alegria,
passámos o dia a brincar
numa verdadeira euforia!

Com pinceladas coloridas,
decorámos as paredes
das nossas novas casinhas
que ficaram tão alegres e bonitinhas!

O almoço e o lanche
foram diferentes do habitual.
Aconteceram no jardim
e até nos souberam melhor assim!

Este dia terminou
com uma grande certeza,
seremos crianças felizes
em todos os outros dias!

 

   

   

No dia 08 de maio de 2013...

Momento de animação: “Todos no sofá”

As salas de creche juntaram-se uma vez mais na bebeteca para assistir a um momento de animação preparado pelas educadoras. A história dinamizada foi “Todos no sofá”, de Luísa Ducla Soares, uma história que marcou a Quinzena da Matemática na creche. Assim que entrámos, lá estavam os vários animais no sofá, mas tão apertados que quase que não cabiam lá. Então, quando a história começou, vimos os animais saltarem do sofá, 1 por 1… saltos tão engraçados que nos fizeram rir à gargalhada!

No final, juntámo-nos ao João Preguição que ficou no sofá… E éramos tantos meninos, que acabámos por ser nós a não caber lá!

 

   

    

No dia 06 de maio de 2013...

O Dia da Mãe na creche

Fomos com as mamãs pela mão
Um novo cantinho havíamos de descobrir…
Jogos de cores, formas e tamanhos
Fizeram-nos passar a tarde a sorrir!

Neste dia chegou então o momento de festejarmos mais uma data especial, o Dia da Mãe! Foi no final da tarde que as mamãs apareceram para partirmos à descoberta de um espaço reservado à creche, onde muitas brincadeiras e jogos relacionados com a matemática esperavam por nós (alguns explorados em sala)! Também gostámos de encontrar por lá os amigos e, assim, todos juntos, conseguimos transformar o Dia da Mãe num alegre momento de convívio entre crianças e famílias das salas de creche. Obrigada mamãs por aceitarem o convite e terem vindo brincar connosco nesta tarde!

 

      

    

No dia 27 de março de 2013...

Momento de animação: O Coelhinho da Páscoa e a sua amiga galinha

Mais uma vez a Margarida e a Raquel (as auxiliares da creche) resolveram surpreender-nos com um momento de animação…

As duas salas de creche (sala rosa e lilás) foram convidadas a assistirem a um pequeno momento de animação que começou por acontecer no espaço da bebeteca. Quando lá chegámos, o espaço estava decorado com árvores, flores, borboletas, ovos, coelhos, galinhas… Uma conjugação perfeita entre elementos alusivos à primavera e à Páscoa!

A ação iniciou-se quando o Coelhinho da Páscoa uma cenoura começou a devorar e, mesmo ali ao lado, lindas flores foi encontrar. O som dos passarinhos começámos a ouvir e o perfume das flores a sentir, mas foi esse mesmo perfume que fez o nosso coelhinho desatar a espirrar sem parar.

 

    

 

Um grande ovo começou a estalar e uma galinha a espreitar. Acabadinha de nascer e já tão crescidinha, ai que engraçada a galinha!

O coelhinho e a galinha juntaram-se num belo manjar e só depois foram encontrar ovinhos coloridos que, assim que às nossas mãos vieram parar, logo os começámos a chocalhar. Descobrimos que faziam um barulhinho enquanto os estávamos a agitar!

A galinha desafiou os bebés da sala rosa a seguirem-na para muitos ovinhos conseguirem encontrar.

O coelhinho desafiou as crianças da sala lilás a seguirem as pegadas que ao longo do corredor estavam espalhadas. Descobriram coelhinhos feitos de cartão e uma grande surpresa final… Um cesto cheio de ovinhos de chocolate que esta Páscoa vão, certamente, ajudar a adoçar!

 

   

    

No dia 20 de fevereiro de 2013...

“Cheiros, perfumes e essências” – Farmácia Sália

No dia 20 de fevereiro, a Dr.ª Isabel e a Dr.ª Inês da Farmácia Sália vieram dinamizar uma atividade nas salas de creche.

Primeiro na sala lilás, com o grupo reunido à mesa, foram apresentados vários frutos e flores. Depois, a ação desenrolou-se através de um jogo “adivinha o cheiro”, no qual as crianças tinham de descobrir a que cheirava o sabonete que tinham na mão!

Na sala rosa, a atividade foi apresentada de forma mais simples, através da “mala cor-de-rosa” da sala. À medida que a mala se abria, vários sabonetes com diferentes cores e cheiros foram saindo e os bebés, calmamente, foram tentando cheirá-los com o nariz, foram querendo mordiscá-los, foram descobrindo ao mesmo tempo a que fruto/flor correspondiam esses cheiros (ananás, maçã, laranja, rosas ou violetas), os quais também vinham dentro da mala para que os pudessem explorar.

Claro que depois quando fomos lavar as mãos antes de almoçar, os novos sabonetes quisemos usar! Mas que engraçado… com a água nas nossas mãos eles estavam sempre a escorregar!

 

   

   

No dia 30 de janeiro de 2013...

Dramatização: “Uma nuvem que queria ser chuva”

Numa manhã de inverno...

As auxiliares da valência de creche surpreenderam-nos com uma dramatização sobre a estação do ano que agora estamos a viver. De olhos bem regalados lá estávamos nós preparados para vivermos mais um momento de animação juntos.

A aventura iniciou-se quando a menina do sono despertou e com a nuvem começou a brincar. No meio da brincadeira, descobriu que a nuvem era branquinha e fofinha como a lã de uma ovelha. Pedaços de lã macia para as nossas mãos começaram a saltar e foi assim que a textura da nuvem pudemos explorar!

As duas tornaram-se boas amigas e o seu segredo, à menina, a nuvem acabou por contar...

 

    

 

A nuvem queria ser chuva e, antes que começasse a chover, a menina ainda tinha que se preparar. De gorro, luvas, cachecol, casaco, galochas, gabardine e guarda-chuva, a menina estava pronta para a chuva enfrentar. Quando a chuva estava quase a chegar, sentiu-se um vento forte a soprar que tudo parecia levar pelo ar.

As nuvens ficaram mais escuras e o som da chuva começámos a escutar. Alguns pingos de chuva em cima de nós começaram a cair e a fazerem-nos arrepiar.

Quando os elementos cénicos fomos explorar, a grande diversão foi descobrirmos o vento a soprar.

 

   

 

Neste pequeno momento, em que o mundo real se misturou com a fantasia, ao inverno estivemos a brincar.

Teatro: “É Natal... vem brincar!

Na 4ª feira, as salas de creche reuniram-se novamente na bebeteca para assistir a um teatro de natal, desta vez dinamizado pelas educadoras Ana e Lara. Quando entrámos, a música da guitarra embalava-nos num cenário mágico de natal, na companhia de um duende um pouco aborrecido… De repente, “truz-truz”! Alguém espreitou… Depois, a porta abriu-se lentamente… “Quem é?” Foi então que apareceu outro duende, muito feliz, a empurrar um grande caixote! De lá começou a tirar vários objetos, procurando animar o amigo: primeiro, um lenço… “cucu, onde estás tu?”. Depois, rolos de cartão… “rola e rebola, parece uma bola!”, como aquelas que surgiram a saltar entre as mãos do duende! Às tantas, entre cubos empilhados formando uma torre “1, 2, 3…”, os dois duendes já interagiam um com o outro, divertindo-se com todos os materiais que iam descobrindo dentro do caixote, marcando o ritmo da brincadeira ao som de vários instrumentos de percussão. Perto do final, surgiu algo para o grupo explorar… um cordão a passar, com elementos natalícios para tocar e sacos de cheiro para cheirar, até à árvore de natal chegar e ela decorar! Depois o convite: “é Natal, vem brincar!”. E nesta manhã, todos nós bebés acabamos a explorar livremente todos os materiais do teatro, imitando algumas ações que vimos, inventando e descobrindo outras, mas sobretudo rindo e brincando muito com os adultos e os nossos amigos!

 

     

     

No dia 12 de dezembro de 2012...

Teatro: “Um conto de Natal”

As estagiárias da valência de creche (Heloisa e Rita), inspiradas pelo espírito natalício que se vive no colégio, aceitaram o desafio de realizarem, para as crianças desta valência, uma pequena peça de teatro.

Foi na bebeteca que nos reunimos e que aguardámos ansiosamente pela anunciada chegada do Pai Natal. Tudo corria bem até o pequeno duende, que na parede apareceu, nos dizer que o trenó do Pai Natal, com o peso dos presentes, se tinha partido. A Rena Rodolfo e o Pai Natal tiveram então a grande ideia de nos convidarem para os ajudarmos a consertar o trenó. Com martelos e serrotes o trenó ficou pronto num instante e, como não podia deixar de ser, todos receberam um presente: uma botinha feita pelas nossas amigas Rita e Heloisa.

 

     

     

A visita do Bocage à Creche...

No dia 24 de outubro, a creche recebeu a visita do Bocage! Era o início do projeto “Baú dos Artistas”, cujo objetivo é promover a arte e a cultura da nossa região/país, dando a conhecer às nossas crianças a história de ilustres figuras do panorama artístico.

 

 

Nessa manhã, a nossa bebeteca parecia então um jardim… O céu e uma árvore como cenários e o som de passarinhos a cantar, foi o suficiente para nos deixar a todos em suspense… Entrámos devagarinho e em silêncio… O que iria acontecer?

Foi então que entrou a personagem Bocage, um poeta da nossa terra! Trouxe com ele um livro para nos brindar com um dos seus poemas para crianças – “O passarinho preso”. E à medida que as suas palavras ecoavam na sala, vários passarinhos voavam pelo espaço, vindo depois ao nosso encontro, aguçando a nossa curiosidade e vontade em lhes tocar. No final do poema, recebemos todos passarinhos de papel que nos fizeram logo levantar para os fazermos voar nas nossas mãos! Foi um momento de exploração livre do cenário e das personagens… e não é que descobrimos mesmo um passarinho verdadeiro a cantar na gaiola?!

 

     

     

As adaptações/integrações na creche

No mês de setembro de 2012...

À creche vão chegando novos bebés que estamos a conhecer e a tentar conquistar. Alguns entram na sala de olhos regalados e facilmente se deixam fascinar pelas novidades que temos para lhes mostrar, outros, ainda um pouco inseguros, precisam de mais algum tempo para nos darem a mão e juntos partirmos nesta nova aventura.

Descobrimos muitas coisas uns sobre os outros e, aos poucos, os bebés vão ganhando confiança e segurança para avançarem e darem os “primeiros passos”. Através de gestos ou de um simples olhar, acontecem interações e explorações. O momento do acolhimento começa a ser vivido com tranquilidade, ganham-se colos, sorrisos e fortes laços de afeto.

São tempos de mudança em que as aprendizagens são feitas através da troca de informação entre a família e a creche. Apesar de cada bebé ter uma forma própria de lidar com o processo de separação/adaptação à creche, existem alguns comportamentos, por parte dos educadores e dos pais, que podem ser facilitadores.

 

     

     


(Excerto do texto: “Conselhos aos educadores – a adaptação à Creche e ao
Jardim-de-Infância” da autoria de Filomena Santos,
revista “Coisas de Criança”, n. º 11)

Autenticação

Social

FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousStumbleuponGoogle BookmarksRedditNewsvineTechnoratiLinkedinMixxRSS FeedPinterest
Pin It