Colégio do Centeio

Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Maio de 2016

O jogo das sombras…

 

Numa manhã, chegámos todos de lanterna na mão, prontos para partir à aventura! Entrámos cautelosos na bebeteca muito escura, mas foi um instante até começarem os gritos, as corridas e a euforia! Depois, algo na parede começou a aparecer… e a nossa curiosidade começou a crescer. Desligámos todos as lanternas e várias sombras começaram a surgir, como se uma história estivéssemos a ouvir! Mais tarde, já na sala, recordámos as imagens que vimos na parede e fizemos uma ditinta com a cor das sombras – o preto! Foi muito divertido olharmos para as nossas mãos tão escuras, escolhendo no final uma sombra do livro para decalcar na nossa folha!

     

A equipa de sala

 

1.

 

Maio de 2016

Fomos artistas… e pintámos como Van Gogh!

Continuamos a descobrir a Primavera, mas desta vez fizemo-lo através da Arte… A Ana deu-nos a conhecer Vicent Van Gogh, mostrando-nos um livro com imagens de obras deste artista… Fomos folheando as páginas e comentando o que víamos. Depois, a Ana destacou quatro pinturas, todas elas alusivas a esta estação do ano, propondo-nos recriar uma destas pinturas de Van Gogh. Com alguma orientação dos adultos fomos reproduzindo o que víamos, utilizando pincéis, esponjas, carimbos, os nossos dedos, enfim, fomos pequenos artistas! 

     

A equipa de sala

Abril de 2016

A pintura de Vivaldi…

 

A Ana falou-nos de um músico, Antonio Vivaldi, que tocava violino e compôs uma música alusiva à Primavera. Escutámo-la pela primeira vez no rádio com atenção, ao mesmo tempo que a Ana mostrava algumas imagens que davam “forma” às diferentes partes da música. Acompanhámo-la também com gestos e ficámos fãs, pois agora estamos sempre a pedir o “Vivaldi”! Numa manhã, os adultos da sala forraram a mesa grande e propuseram-nos pintar ao som de Vivaldi. Entusiasmados com o desafio, arregaçámos as mangas e segurámos no copo de tinta com a nossa cor… Ao ritmo da música, começaram a surgir as primeiras pinceladas que depressa coloriram todo o papel.

     

A equipa de sala

 

Abril de 2016

Brincando às histórias…

 

Dedicámos esta semana a duas histórias tradicionais que gostamos muito. A história da Carochinha ouvimo-la através do livro e através de fantoches que ganharam vida na bebeteca. A história dos Três Porquinhos ouvimo-la num novo suporte, um cenário com símbolos construídos e dinamizados pela estagiária Lara. 

Depois, os adultos propuseram-nos representar cada uma das histórias com a ajuda de alguns adereços. Na bebeteca fomos lindas carochinhas à janela a cantar à procura de um noivo para casar, e no jardim fomos uns porquinhos muito irrequietos que se iam escondendo nas suas casinhas para fugir do lobo mau.

     

A equipa de sala

Fevereiro de 2016

Uma viagem pelos sentidos…

 

Durante a quinzena comemorativa “Aqui e lá, Portugal além fronteiras”, a Casinha das Descobertas transformou-se num espaço de exploração sensorial, pensado e organizado por toda a equipa de creche. Ao visitá-la, embarcámos numa viagem emocionante pelos descobrimentos portugueses, mas principalmente pelos nossos sentidos!

OLHAR - Virados para a luz, espreitámos por uns tubos e vimos cores e bandeiras; montámos um puzzle de uma caravela em calçada portuguesa; conhecemos e observámos alguns objetos típicos de África; e olhámo-nos ao espelho… Éramos parecidos ou diferentes daqueles meninos do mundo apresentados nas fotografias?

TOCAR – Ao passarmos por um conjunto de caixas, pusemos a mão para sentir o que estava lá dentro e tentámos adivinhar o que seria; depois, uma magia muito colorida, ao tocar e misturar tintas sem nos sujarmos!

OUVIR - A meio da nossa viagem, sentámo-nos para ouvir e conhecer alguns instrumentos do mundo. Tocámos maracas, jambés, paus-de-chuva e chocalhos… 

CHEIRAR – à saída da exposição, atravessámos um caminho repleto de cheirinhos. A cada passo, um saco com uma especiaria para cheirar.

PROVAR - Por último, descobrimos as folhas de erva-príncipe e decidimos trazê-las para a nossa sala para fazer um chá quentinho.

E foi assim a nossa viagem pelo mundo e pelos cinco sentidos!

        

 

Sala Lilás

Autenticação

Social

FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousStumbleuponGoogle BookmarksRedditNewsvineTechnoratiLinkedinMixxRSS FeedPinterest
Pin It