Colégio do Centeio

Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Semana de 24 a 28 de março de 2014

Aromas da Serra da Arrábida

 

Para terminar a “Quinzena do Património de Setúbal”, a nossa educadora presenteou-nos com uma cesta repleta de plantas aromáticas existentes na Serra da Arrábida. Da cesta foi tirando as plantas e dizendo os seus nomes, nós fomos sentindo os diferentes aromas que acabaram por se misturar e perfumar toda a sala. 

Decidimos criar saquinhos aromáticos, com as plantas, de maneira a que as famílias e restante comunidade escolar também possam sentir os aromas da Serra da Arrábida. 

Os saquinhos ficaram pendurados numa das paredes do corredor para que, sempre que nos apeteça, possamos ir lá recordar os aromas que a serra tem para nos dar. 

    

A equipa de sala

 

Semana de 17 a 21 de março de 2014

Areia, mar…praia!

Para iniciarmos a “Quinzena do Património de Setúbal”, a nossa educadora trouxe para a sala fotografias e folhetos com imagens das praias de Setúbal. Rapidamente identificámos aquilo que estávamos a observar e dissemos a palavra “praia”. Após observarmos as imagens, partimos para a fase de exploração… No pátio exterior estava à nossa espera uma caixa cheia de areia e conchas que nos proporcionou momentos de brincadeira e de muita diversão.

Com uma mistura de areia, água, farinha e corante amarelo, as amigas crescidas fizeram uma tinta com uma textura diferente. Foi com as mãos que explorámos esta tinta e que sentimos os grãos de areia que a tornavam áspera e não muito agradável ao tato. Às marcas do “areal”, que ficaram na folha de papel manteiga, acrescentámos o mar, colando pedaços de papel seda azul, e algumas conchas. Assim criámos as nossas praias. 

    

A equipa de sala

Semana de 10 a 14 de março de 2014 

O Pé do Pai...

 

Durante a exploração de um ficheiro de imagens sobre o pai, surgiu uma imagem com pés na qual se destacava o pé do pai. Este foi o ponto de partida para o próximo desafio: participar numa pintura com os pés. Usar os pés para pintar foi uma grande novidade e a descoberta desta possibilidade gerou momentos de grande satisfação. 

Depois de experimentarmos pisar o papel com os pés cobertos de tinta, descobrimos que as marcas ficavam na folha de papel e que, também com os pés, conseguimos criar verdadeiras obras de arte. Cada pezinho pequenino pintou um grande pé ao qual chamámos Pé do Pai.

 Depois de experimentarem pintar, os pés ficaram curiosos e difíceis de sossegar. Os marotos dos pezinhos, cheios de curiosidade, outras coisas sobre o mundo queriam desvendar… 

A porta da sala abriu-se e os pés foram logo espreitar! O corredor estava repleto de pegadas com diferentes texturas que os pés quiseram experimentar. 

Encontrámos pegadas fofinhas e macias mas também algumas ásperas que até pareciam picar.

Todas as pegadas quisemos experimentar para mais um pedacinho do mundo podermos desvendar!

     

A equipa de sala

 

 

No dia 13 de fevereiro de 2014

Projeto: “Um pedacinho de mim” - as bolachinhas da Mãe Inês 

 

A mãe Inês esteve na nossa sala para ajudar a Maria a partilhar, com os seus coleguinhas de sala, “um pedacinho dela”. A Maria gosta muito de ajudar os crescidos e de participar nos momentos de culinária que acontecem lá em casa, especialmente quando se trata de usar formas e de fazer bolachinhas. Foi na quinta-feira (dia 13 de fevereiro) que, a Maria e a mãe, nos proporcionaram um momento de culinária e ensinaram-nos a fazer deliciosas bolachinhas em forma de coração, com as quais presenteámos os nossos papás no “Dia da Amizade”.

   

A equipa de sala

 

 

Semana de 10 a 14 de fevereiro de 2014 

O Capuchinho Vermelho espalhou corações 

 

Foi a cantarolar (“Pela estrada fora eu vou bem sozinha…”) que a menina “Capuchinho Vermelho” na nossa sala resolveu entrar. Ficámos todos espantados a olhar, mas, pouco depois, percebemos que aquela menina era a nossa educadora que, mais uma vez, resolveu disfarçar-se. Através da canção, a “Capuchinho Vermelho” contou-nos um pouco da sua história e disse-nos que, a partir de agora, quer ser amiga do Lobo Mau e que também nós, os bebés da sala rosa, devemos ser amigos e trocar muitos mimos. Foi para despertar a amizade que a “Capuchinho Vermelho” atirou muitos corações ao ar que em cima de nós foram parar. Os corações, espalhados pelo chão, desencadearam algumas brincadeiras e fomos desafiados a colá-los numa pintura em que usámos tinta da “cor do Capuchinho Vermelho” 

  

A equipa de sala

Autenticação

Social

FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousStumbleuponGoogle BookmarksRedditNewsvineTechnoratiLinkedinMixxRSS FeedPinterest
Pin It