Colégio do Centeio

Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Peddy Papper “À DESCOBERTA DA NATUREZA”

No âmbito das nossas tardes de animação sociocultural em parceria com a sala verde, realizámos na sexta-feira passada um peddy papper no nosso sobreiral, onde fomos à descoberta de alguma flora que se encontra por lá.

A Patrícia e a Sónia organizaram um percurso orientado por pistas, de modo a observarmos mais atentamente alguns pormenores deste espaço, tirando assim maior proveito do mesmo.

A atividade teve início na sala amarela e, através de algumas indicações bem como de um mapa, foram-nos dadas as indicações necessárias para encontrarmos a primeira pista. Foram concretizados 4 desafios nos quais recolhemos folhas secas, observámos e desenhámos um sobreiro à vista, descobrimos uma romanzeira e colhemos um dos seus frutos para o desenhar à vista e, por mim, tivemos de encontrar uma flor do campo.

Após cada um dos desafios ultrapassados, foi-nos entregue uma peça, de modo a que no final, já em sala, pudéssemos construir um puzzle e colori-lo.

Foi uma atividade muito divertida e poderemos recordá-la mais tarde no caderninho de campo, especialmente construído para a realização desta atividade.

 

 

  

  

 

Três folhas tens de procurar
para no teu caderninho colar.
E, sem te esquecer
que a peça terás de recolher!

Um sobreiro vais ter de descobrir
E no papel
O vais ter de reproduzir!

Uma fruta vais encontrar
Na romanzeira terás de a procurar
Perto do parque de estacionamento
De certeza, que ela vai lá estar!

Junta as peças que encontrares
Para o puzzle pintares.

 

 

  

Proposta de leitura: “Viva o Peixinho!”

Um dos livros que mais temos explorado neste início de ano letivo tem sido o livro “Viva o Peixinho!”, de Lucy Cousins, editado pela Caminho.

“Viva o Peixinho!”, é um livro encantador, muito bem ilustrado, por onde desfilam peixes de variadíssimas formas e cores, bem como outros tantos cardumes. Este livro leva-nos a viajar a um exuberante mar de peixes coloridos, o qual apaixonou as crianças da sala amarela!

Outra coisa que também gostámos muito neste livro foi o texto estar escrito em verso! E, este foi o ponto de partida para fazermos algumas rimas com peixes inventados por nós, bem como um trabalho de expressão plástica, onde explorámos a representação de diversos peixes, utilizando alguns materiais de desperdício (tampas e restos de papel).

Com o grupo da tarde e, em parceria com a sala verde, nas nossas tardes de animação sociocultural, estamos a desenvolver um pequeno teatro de fantoches baseado neste livro, para apresentarmos a todas as crianças das duas salas, no centro de recursos… depois contamos como foi!

 

 

 

Saída de campo… “Vamos apanhar abóboras!”

Na semana que passou, durante a nossa saída de campo fomos apanhar abóboras à quintinha. Trouxemos duas para a nossa sala, Cheirámos, explorámos a forma, observámos a cor e a Sónia contou-nos algumas coisas que sabia acerca das abóboras colhidas, nomeadamente que uma delas se podia cozer com a casca, pois esta depois de cozida desfaz-se!

Depois de termos todos cheirado e tocado na abóbora, a Beatriz propôs que fizéssemos uma pintura da abóbora com tintas. E, o resultado foram umas pinturas muito coloridas que estão expostas no placar exterior da sala, de modo a que todos possam apreciá-las!

Mas, tínhamos que pensar de que modo poderíamos confecionar esta abóbora e, decidimos que poderíamos fazer pão de abóbora com ela! Tal como verdadeiros cozinheiros, pusemos as mãos na massa e amassámos o nosso pão.

 

 

   

Visita da avó do Tomás

No dia 12 de Janeiro tivemos na nossa sala a visita da Lurdes, a avó do Tomás. A Lurdes trouxe um livro intitulado “Tubarão Dentadinha” que o seu neto Tomás escolheu para ela nos vir ler. Esta história fala de um tubarão que foi apanhado por humanos e foi transportado para um aquário, onde não era muito feliz, pois estava longe da sua família e do seu habitat natural.

Depois de ouvirmos a história contada pela avó Lurdes ficámos todos muito curiosos por descobrir mais coisas acerca da vida dos tubarões e ela ainda nos trouxe alguma pesquisa retirada da internet acerca deste tema.

Como a Lurdes sabe que na sala Amarela somos um bocadinho gulosos, ofereceu-nos, para que comêssemos ao almoço uma deliciosa mousse.

Obrigada por este momento tão agradável de convívio!

 

"Histórias Alinhavadas"

Hoje fomos passear até Lisboa, mais propriamente à Fundação Calouste Gulbenkian. Quando chegámos, dirigimo-nos ao Centro de Artes Modernas, onde nos esperava uma animadora e uma visita-jogo ao museu.

O tema da nossa visita foi “Histórias Alinhavadas” e consistiu na construção de uma história com base nas obras de arte que íamos vendo, que incluía pinturas de vários autores, nacionais e estrangeiros.

Quando saímos do museu já era hora de almoçar. Procurámos então um sítio adequado e fizemos o nosso piquenique, em conjunto com as outras salas da valência de pré-escolar, no anfiteatro que há no jardim da Gulbenkian.

Após o almoço comido, fomos explorar os jardins, que são muito grandes e descobrimos um lago, algumas pequenas pontes e muitos patos. Ficámos a saber que os patos eram de cores diferentes pois os machos possuem a cabeça verde e o corpo acinzentado e as fêmeas têm as penas castanhas.

Brincámos, corremos, saltámos e voltámos para o autocarro muito cansados, mas satisfeitos com este dia diferente e tão agradável que tivemos.

 

Autenticação

Social

FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousStumbleuponGoogle BookmarksRedditNewsvineTechnoratiLinkedinMixxRSS FeedPinterest
Pin It