Colégio do Centeio

Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Junho de 2014

"O cato quer mimos"

 

No dia 18 de junho tivemos o prazer de receber no nosso Colégio, a Ana Ventura, autora do livro “O cato que quer mimos”. Este livro tem ilustrações feitas pelo Alberto Faria e aborda a história de um cato Saguar, que  é o nome dado ao cato da espécie Carnegiea gigantea. O seu lugar de origem é nos desertos da América do Norte e, este é a maior espécie de catos da família Cactaceae, atingindo mais de 15 metros de altura. O gigantesco cato saguaro fornece ninhos às aves do deserto e funciona como "árvore". O saguaro cresce lentamente mas pode viver 200 anos. Aos 9 anos, ele tem cerca de 15 cm de altura. Aos 75 anos, o cato desenvolve seus primeiros ramos. Quando totalmente adulto, o saguaro chega a 15 metros de altura e pesa quase 10 toneladas. Eles povoam o deserto de Sonora e reforçam a impressão de que os desertos são áreas ricas em catos (in Wikipédia).

No entanto, este cato saguaro que a Ana Ventura escolheu para fazer esta história, tem um problema… sente-se muito sozinho, pois os animais que o visitavam quando ele era mais novo e tinha poucos picos, agora deixaram de o visitar! Após saberem disto, alguns animais mais pequenos, como os lagartinhos, as aranhinhas e os escorpiões, que também vivem no deserto como ele, decidiram ir viver nele, pois por serem pequenos conseguem passar entre os picos e assim, além de lhe darem muitos miminhos até lhe fazem algumas cócegas!

O cato ficou tão feliz por já não se encontrar sozinho, que lhe nasceram umas lindas flores. E com o nascimento destas flores, mais animais lhe vieram fazer companhia, tais como borboletas e abelhas.

Foi muito interessante ouvirmos a história contada pela própria autora do livro, que se transformou numa menina índia para nos fazer passar as aventuras e desventuras deste caco, que tal como nós, também gosta muito de cócegas e miminhos!

Em sala foi-nos proposto para fazermos uma pintura, onde colocássemos o cato, muito alto, forte e cheio de picos, tal como ele aparece nas ilustrações do livro que a Ana escreveu!

  

A equipa de sala

Junho de 2014

Transição para o 1.º CEB

 

“Desde a infância que a nossa vida é marcada por mudanças. Mudanças que pretendem ser oportunidades para crescer e continuar a avançar. Não devemos ter medo das mudanças, pois são oportunidades de fortalecimento e possibilidades de nos conhecermos melhor e, também, de conhecermos melhor os outros.

As mudanças também fazem parte dos serviços para a infância e das escolas. Todos os dias, transições, maiores ou menores, marcam o ritmos do que acontece ou do que irá acontecer no futuro (Marta Guzman e Stig Lund)”.

De modo a facilitarmos a mudança das crianças finalistas de pré-escolar para a sua entrada no 1º Ciclo, desenvolvemos com eles um conjunto de atividades que consistiram em visitas às salas de 1º Ciclo, levantamento das expetativas em relação a esta mudança, participação numa atividade preparada pela sala do 1º Ano – um teatro realizado no sobreiral. 

A sala do 4.ºano, entre os dias 30 de maio e 5 de junho, entrevistou os finalistas da sala azul, laranja, amarela e verde para os ajudar na adaptação e integração à nova valência e descobrirem as suas expetativas para o 1ºCiclo. 

Após a realização de um guião adaptado, a esta faixa etária,  foram realizadas as seguintes perguntas:

1-Como finalista, o que esperas do 1.ºciclo?

2-O que pensas que vais aprender?

3-O que gostavas de aprender?

4-Sabes quais são as áreas que vais trabalhar?

5-Qual destas áreas poderás gostar mais? E Porquê?

 

“… as transições têm muito a ver com o tempo e com o espaço. Temos de dar às crianças um tempo e um espaço de qualidade, bem como proporcionar-lhes materiais e propostas de qualidade que apoiem um processo consiste. 

Deve-se estabelecer um diálogo pedagógico entre jardins de infância e escolas do 1º Ciclo, que será participados por todos os intervenientes implicados no processo. A transição tem de ser uma aprendizagem mútua, frutuosa e cooperada entre o jardim de infância e a escola do 1º Ciclo, a fim de promover a interligação do jogo com a aprendizagem (Marta Guzman e Stig Lund)”.

     

 

A equipa de sala

 

Maio de 2014

"Uns talheres diferentes"

 

A Nádia, que é a aluna estagiária da sala Amarela não nasceu em Portugal, nasceu num lugar que fica muito longe do nosso país: Macau. Neste momento Macau é uma província que pertence à China, mas já foi uma colónia que pertencia a Portugal, embora ficasse noutro continente, o asiático. Por esta razão, Macau tem tradições e costumes muito diferentes dos nossos. Um destes costumes é as pessoas comerem com pausinhos em vez dos nossos tradicionais talheres! 

A Nádia que proporcionar-nos esta experiência diferente e, na terça-feira, na hora do almoço fomos todos experimentar a comer a massa com legumes utilizando os pausinhos que usam em muitos países da ásia. Foi uma experiência muito interessante, mas um bocadinho difícil! 

   

A equipa de sala

Maio de 2014

Projeto "Os dinossauros"

 

Mais um projeto surgiu na sala amarela, desta vez foi proposta do Guilherme e o tema sugerido foi “Os Dinossauros”. Como em todos os projetos que realizamos começámos por perguntar às crianças o que elas já sabiam acerca deste tema, o que queriam saber e onde é que podíamos ir pesquisar. Deixamos o registo do que foi dito e, já sabem que se quiserem vir falar alguma coisa acerca desta temática poderão sempre falar com a equipa de sala para podermos agendar.

O que sabemos…

Os pterodáctilos comem peixe. Afonso

Os tricerotropos bebem água e são carnívoros. Bernardo

Os dinossauros são assustadores porque comem muito. João P.

Têm dentes muito afiados. Matilde

Quando os dinossauros são assustadores, as pessoas fogem. Alguns dinossauros comem folhas. Eles às vezes atacavam as pessoas. Bernardo

Eles rugem muito alto. Mariana

Os dinossauros às vezes vão caçar os outros dinossauros. Afonso

O T- Rex é o mais forte dos outros dinossauros. Bernardo

Alguns dinossauros podem comer folhas ou peixe. Margarida

Eles têm fome e comem carne. Sofia

O brocossauro consegue esmagar tudo. Afonso

O T- Rex assusta todos os animais menos aquele que come folhas. Bernardo

Alguns dinossauros têm cornos. Afonso

Eles nascem dos ovos. Vasco

Há dinossauros que vivem no mar. Matilde

Primeiro foi um meteorito que fez morrer os dinossauros. Bernardo.

Furou o planeta Terra. Afonso.

Os dinossauros têm esqueletos. O meteorito chocou contra os dinossauros no nosso planeta. Guilherme

Dão dentadas na carne. Gonçalo E.

Há uns que são carnívoros. Guilherme

Mordem às pessoas. Gonçalo C.

Comem ervas. Santiago

Há um dinossauro que anda na água e pode comer peixes e patos. Há um que se chama oviraptor que pode roubar ovos. Guilherme

 

O que queremos saber…

Os dinossauros são  mamíferos?

Eles também voam?

Os nomes todos dos dinossauros.

Como é que os dinossauros foram extintos?

O que é que eles comem?

O que é que eles fazem para ter ovos?

As baleias comiam os dinossauros?

Quero saber os sítios onde eles andam.

 

Onde pesquisar…

Na internet.

Nos vídeos/DVD’s.

Nos museus.

Nos livros.

     

A equipa de sala

 

Abril de 2014

Visita das famílias

 

No âmbito do projeto que realizámos anteriormente intitulado “As árvores” tínhamos proposto aos pais virem à sala falar acerca de um animal que vivesse nas árvores ou usasse as árvores como abrigo ou alimento. Alguns pais já nos visitaram… a mãe da Íris, a Cristina veio falar dos Koalas, a mãe do Bernardo, a Carolina veio falar das abelhas e a mãe da Mariana, a Rita falou acerca dos macacos.

Com estas visitas já aprendemos muitas coisas novas acerca destes animais e ficamos à espera que mais pais nos visitem!

   

A equipa de sala

 

 

Autenticação

Social

FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousStumbleuponGoogle BookmarksRedditNewsvineTechnoratiLinkedinMixxRSS FeedPinterest
Pin It